Pesquisa
Back to all

Trocar Cordas a Guitarra Clássica

Trocar Cordas a Guitarra Clássica

Quando e como trocar as cordas?

As cordas são componente essencial para o som da tua guitarra e para a tua performance, pois extraem o que de melhor o instrumento e o músico têm para dar.

Realmente importante é que a tua guitarra tenha sempre um som "fresco" e brilhante, quer para os convívios entre amigos e família nestas quentes noites de verão, quer para garantires a tua vaga no conservatório de música! Por isso devem ser substituídas com alguma frequência, ainda que este tema pode ser assustador para um iniciante.

Existem muitas opções por onde escolher e caso ainda não tenhas preferência por uma marca ou modelo, a nossa recomendação é que experimentes novas marcas de cada vez que trocas as cordas até encontrares as que se identificam mais contigo. É muito importante que mantenhas cordas de nylon na guitarra clássica, ela poderá não aguentar a tensão das cordas em metal.

Não existe nenhuma regra para a periocidade com que devas trocar as cordas, na verdade tem a ver com a frequência de utilização, e até com o ph do suor do músico que pode fazer com que as cordas oxidem e se deteriorem mais ou menos depressa. Uma boa forma de garantir mais longevidade às cordas é utilizar produtos de limpeza de cordas, vê aqui alguns exemplos! Ainda assim para ficares com uma referência de tempo, tenta trocar as cordas à tua guitarra a cada 3 ou 4 meses no máximo.

Deixamos três dicas que te podem ajudar a identificar se o momento de trocar as cordas já chegou:

  1. Aspecto: Talvez a mais óbvia seja pelo aspecto das cordas, que ficam normalmente escuras e com marcas, especialmente na zona dos trastes, e com sujidade
  2. Dificuldade na afinação: quando perdem eslasticidade e características essenciais, as cordas ficam mais difíceis de afinar e de aguentar a sua afinação. Por vezes, apesar de conseguirmos afinar as cordas soltas no seu tom, a guitarra soa mal ao fazer um acorde.
  3. Brilho das cordas: É também fácil de identificar se tivermos uma guitarra com cordas novas ao seu lado, ou se tivermos alguma experiência enquanto guitarristas. A habituação ao som das cordas, diariamente, pode tornar este ponto menos evidente, mas no momento em que colocamos cordas novas percebemos que já o devíamos ter feito há mais tempo.

Aproveita o facto de teres a guitarra sem cordas e dá-lhe uma limpeza, é excelente para a sua conservação, e vai dar-te mais prazer fazer música.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para ti, se tiveres alguma dúvida sobre a utilização ou manutenção de instrumentos musicais, deixa-a nos comentários e tentaremos responder.

Deixamos um vídeo de apoio para que possas trocar as cordas à tua guitarra clássica com maior facilidade.

Comments
Leave your comment Close